Translate

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Não sou áspera nem amena


Não sou áspera nem amena estou na vida como o jardineiro
se entrega em cada rosa corte, sangue, dor e aroma
para que a beleza fique na memória quando a flor passar.

Lya Luft 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário