Translate

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Um brinde ao inesperado.




Um brinde ao inesperado.
E às diversas formas de seguir em frente!

Fernanda Mello 

Viver é andar de bicicleta



Viver é andar de bicicleta. É você quem escolhe a direção,
 basta segurar firme o guidom. 
Uma vez pedalando, você está sujeito a tombos e arranhões, mas vale a pena.

Considere a brisa no rosto, a liberdade. Pense no movimento das pernas que nunca param e em tudo o que irá descobrir pelo caminho.
Sim. Viver é andar de bicicleta. E é permitido, inclusive, levar uma companhiacomigo?


Sabrina Davanzo


Entre Pontos e Vírgulas...

Um homem rico estava muito mal, agonizando. Pediu papel e caneta.
Escreveu assim:

Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres.

Morreu antes de fazer a pontuação.
A quem deixava a fortuna? Eram quatro concorrentes.

1) O sobrinho fez a seguinte pontuação:
Deixo meus bens a minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:
Deixo meus bens a minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele: 
Deixo meus bens a minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

4) Aí chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação: 
Deixo meus bens a minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres.


A vida pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras. Nós é que fazemos sua pontuação...


... E isso faz toda a diferença...


E no meio de um inverno...



E no meio de um inverno eu finalmente
aprendi que havia dentro de mim
um verão invencível.

Albert Camus





quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Seja Feliz!




Durante um seminário para casais, perguntaram a uma das esposas:
Seu marido a faz feliz? 
Ele a faz feliz de verdade?

Neste momento marido levantou seu pescoço, demonstrando total segurança.
Ele sabia que a sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento.

Todavia, sua esposa respondeu a pergunta com um sonoro NÃO, daqueles bem redondos!

Não, o meu marido não me faz feliz!
Neste momento o marido já procurava a porta de saída mais próxima.
Meu marido nunca me fez feliz e não me faz feliz! Eu sou feliz. E continuou:

O fato de eu ser feliz ou não,não depende dele; e sim de mim. 
Eu sou a única pessoa da qual depende a minha felicidade. 

Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se a minha felicidade dependesse de alguma pessoa, coisa ou circunstância sobre a face da Terra, eu estaria com sérios problemas. 

Tudo o que existe nesta vida muda constantemente: o ser humano, as riquezas, o meu corpo, o clima, o meu chefe, os prazeres, os amigos, minha saúde física e mental. 

E assim eu poderia citar uma lista interminável. 
Eu decido ser feliz!
Eu sou feliz por mim mesma. 

As demais coisas, pessoas, momentos ou situações eu chamo de experiências que podem ou não me proporcionar momentos de alegria e tristeza. 

Há pessoas que dizem: hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque eu não soube me dar valor, porque meu marido não é como eu esperava, porque meus filhos não me fazem felizes, porque meus amigos não me fazem felizes, porque meu emprego é medíocre e por aí vai. 

Eu amo meu marido e me sinto amada por ele desde que nos casamos. 
Amo a vida que tenho, mas não porque minha vida é mais fácil do que a dos outros. 

É porque eu decidi ser feliz como indivíduo e me responsabilizo por minha felicidade. 

Quando eu tiro essa obrigação do meu marido e de qualquer outra pessoa, deixo-os livres do peso de me carregar nos ombros. 

A vida de todos fica muito mais leve. 
E é dessa forma que consegui um casamento bem sucedido ao longo de tantos anos.

Nunca deixe nas mãos de ninguém uma responsabilidade tão grande quanto à de assumir e promover sua felicidade.

SEJA FELIZ, mesmo que faça calor, mesmo que esteja doente, mesmo que não tenha dinheiro, mesmo que alguém o tenha machucado, magoado, mesmo que alguém não o ame ou não lhe dê o devido valor.

Ser feliz e uma opção


Onde estiver o teu coração



  Onde estiver o teu coração, lá estará a tua verdade.
A tua verdade fará teu Ser vibrar...
E, onde tudo vibra, é lá que os sonhos acontecem... 


 Carolina Salcides 


A gente sempre destrói aquilo que mais ama...

A gente sempre destrói aquilo que mais ama.
Em campo aberto ou em uma emboscada.
Alguns com a leveza do carinho, outros com a dureza da palavra.
Os covardes destroem com um beijo, os valentes com uma espada.

 Oscar Wilde 



Canteiros



Quando penso em você, fecho os olhos de saudade

Tenho tido muita coisa, menos a felicidade

Correm os meus dedos longos, em versos tristes que invento

Nem aquilo a que me entrego já me traz contentamento

Pode ser até manhã, cedo claro feito dia

Mas nada do que me dizem me faz sentir alegria

Eu só queria ter no mato um gosto de framboesa

Prá correr entre os canteiros e esconder minha tristeza

Que eu ainda sou bem moço prá tanta tristeza

E deixemos de coisa, cuidemos da vida,

Pois se não chega à morte ou coisa parecida

E nos arrasta moço, sem ter visto a vida.

 Cecília Meireles

Os 10 mandamentos do otimismo



1- Hoje é o dia mais importante da sua vida. Não o sobrecarregue com lembranças dolorosas do ontem, nem com temores covardes do amanhã. Viva o dia de hoje com entusiasmo e harmonia.
2- Construa você mesmo sua Vida. Não permita que opiniões e erros alheios o conduzam ao fracasso.
3- Irradie amor, carinho e simpatia. Não guarde seus tesouros espirituais, pois, quando mais alegria e amor espalhares, mais feliz será.
4- Não espere pelos outros. Tua grande fonte de energia está em ti mesmo- se souberes utilizá-la verás quanto já és próspero e forte.
5- Seja pontual, sincero e exigente consigo mesmo. Quem não se disciplina desperdiça tesouros de energia física e mental, acabando por destruir-se, lembre-se que o tempo deve ser usado com sabedoria.
6- Cuide de teu corpo e tua mente, conservando ambos sadios. Como os males de um se refletirão no outro, os dois merecem, por igual, ter cuidado. Alimente sua mente com pensamentos positivos e saudáveis para que seja refletido em seu corpo.
7- Tenha paciência. Jamais duvide da vida e de que a vitória pertence aos que sabem esperar o momento certo de agir. Não tenha pressa, tudo tem seu tempo.
8- Fuja da extravagância e do desperdício. Os dois são próprios do desequilíbrio. A vida é um bem inestimável.
9- Faça diariamente uma avaliação de tua vida. Veja o que realmente deve dar importância, se não estás desperdiçando seu tempo com coisas inúteis como preconceitos e ressentimentos, pois tudo gira em torno da paz e harmonia.
10- Ao tomar uma decisão consistente e livre, jamais te afaste dela. Seja seguro em suas decisões. Saber querer é a base para vencer. Com otimismo tudo se resolve.


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Bênçãos em gotas



Eu gostaria de saber onde está a origem da nossa insatisfação. Buscamos grandes coisas, esperamos grandes coisas, aquelas que possam fazer com que nosso dia fuja do extraordinário. Viver nunca nos parece suficiente, esperamos sempre mais e quanto mais temos, mais desejamos. Olhamos as pessoas à nossa volta, cremos que são felizes, achamos que a vida parece bem mais simples pra elas, que o melhor sempre vem para os outros. Não nos basta ter uma terra prometida, queremos que seja a mais vistosa de todas. Mas nenhum castelo será bonito o suficiente para nos satisfazer, se não aprendermos a nos bastar com pouco que recebemos da vida. Ansiamos por grandes chuvas e nos esquecemos de nos contentar com o sereno da madrugada, suave e refrescante. Há bênçãos que tardam a vir e não compreendemos o porquê. Enquanto isso, ao invés de aproveitar as gotículas que recebemos a cada dia, nos perdeu em murmurações. É muito mais fácil reclamar do que não temos do que reconhecer que o que possuímos são tesouros em pequenas e diversas pedras que se incrustam no nosso dia-a-dia: a saúde, os filhos, os amigos, um abrigo, o fato de termos o que comer vestir e ainda, como coroa, esse imenso quadro da natureza que o Senhor pintou e deu vida para nosso deleite. Viver do contentamento de ser o que somos de ter o que temos é agradar ao coração de Jesus, que nada possuía quando veio, mas nem por isso era menos rei. Somos o que somos e o Senhor nos dá o bastante para nossa felicidade. Ansiar por mais é fechar as portas aos pedacinhos de bem-viver com os quais o Ele nos presenteia.

Letícia Thompson




As 3 peneiras


Olavo foi transferido de projeto, logo no primeiro dia, 
para fazer media com o novo chefe, saiu-se com esta: 
- Chefe, o senhor nem imagina o que me contaram a respeito do Silva.
 Disseram que ele...Nem chegou a terminar a frase, Juliano, o chefe,
apartou:
- Espere um pouco, Olavo. O que vai me contar já passou
pelo crivo das 3 peneiras?
- Peneiras? Que peneiras, chefe?
- A primeira, Olavo, e a da VERDADE. Vc tem certeza de
que esse fato e absolutamente verdadeiro?
- Não. Não tenho, não. Como posso saber? O que sei foi o
que me contaram. Mas eu acho que...
E, novamente, Olavo foi interrompido pelo chefe:
- Então sua historia já vazou a primeira peneira. Vamos
então para a segunda peneira que e a da BONDADE. O que
vc vai me contar, gostaria que os outros também
dissessem a seu respeito?
- Claro que não! Deus me livre, chefe - diz Olavo,
assustado.
- Então, - continua o chefe - sua historia vazou a
segunda peneira.
- Vamos ver a terceira peneira, que e a da NECESSIDADE.
Vc acha mesmo necessário me contar esse fato ou mesmo
passa-lo adiante?
- Não, chefe. Passando pelo crivo dessas peneiras, vi
que não sobrou nada do que eu iria contar - fala Olavo,
surpreendido.
- Pois e, Olavo, já pensou como as pessoas seriam mais
felizes se todos usassem essas peneiras? Diz o chefe e
continua: - Da próxima vez em que surgir um boato, submeta-o ao crivo destas 3 peneiras:VERDADE -BONDADE - NECESSIDADE, 
antes de obedecer ao impulso de
passa-lo adiante, porque:
PESSOAS INTELIGENTES FALAM SOBRE IDEIAS,
PESSOAS COMUNS FALAM SOBRE COISAS,
PESSOAS MEDIOCRES FALAM SOBRE PESSOAS.



terça-feira, 28 de agosto de 2012

Aprendi que minhas delicadezas...


Ler



Ler é fazer amor com as palavras

Rubem Alves



E sobre mim...




E sobre mim, silenciosa e triste,
A via-láctea se desenrolava
Como um jorro de lágrimas ardentes.

Olavo Bilac

Lua adversa


Tenho fases, como a lua 
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha. 

Fases que vão e vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.


E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu... 

Cecília Meireles




Poesia Matemática


   
Às folhas tantas

Do livro matemático
Um Quociente apaixonou-se
Um dia
Doidamente
Por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
E viu-a, do Ápice à Base,
Uma Figura Ímpar;
Olhos rombóides, boca trapezóide,
Corpo otogonal, seios esferóides.
Fez da sua
Uma vida
Paralela a dela
Até que se encontraram
No Infinito.
“Quem és tu?” indagou ele
Com ânsia radical.
“Sou a soma dos quadrados dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa.”
E de falarem descobriram que eram
- O que, em aritmética, corresponde
A almas irmãs -
Primos-entre-si.
E assim se amaram
Ao quadrado da velocidade da luz
Numa sexta potenciação
Traçando
Ao sabor do momento
E da paixão
Retas, curvas, círculos e linhas sinoidais.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclideanas
E os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas.
E, enfim, resolveram se casar
Constituir um lar.
Mais que um lar,
Uma perpendicular.

Convidaram para padrinhos
O Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
Sonhando com uma felicidade
Integral
E diferencial.
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
Muito engraçadinhos
E foram felizes
Até aquele dia
Em que tudo, afinal,
Vira monotonia.
Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum
Freqüentador de Círculos Concêntricos.
Viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
Uma Grandeza Absoluta,
E reduziu-a a um Denominador Comum.
Ele, Quociente, percebeu
Que com ela não formava mais Um Todo,
Uma Unidade. Era o Triângulo,
Tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era a fração
Mais ordinária.
Mas foi então que o Einstein descobriu a Relatividade
E tudo que era expúrio passou a ser
Moralidade
Como, aliás, em qualquer
Sociedade.

Millôr Fernandes

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O Rio e o Oceano



Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo. Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre. Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar. Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. Você pode apenas ir em frente. O rio precisa se arriscar e entrar no oceano. E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece. Porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano. Por um lado é desaparecimento e por outro lado é renascimento. Assim somos nós. Só podemos ir em frente e arriscar.

Coragem !! Avance firme e torne-se Oceano!!!


Osho

Impermanência


Algumas preciosidades morrem baixinho, em dégradé. Como morrem as tardes. Como morrem as flores. Como morrem as ondas. Quando a gente percebe, já é noite e o céu, se está disposto a falar, diz estrelas. Quando a gente percebe, as pétalas já descansam o seu sorriso no colo do chão. Quando a gente percebe, o canto da onda já enterneceu a areia. Muitas dádivas que nos encontram, que nos encantam, têm seu tempo de viço, sua hora de recado, e seu momento de transformação em outro jeito de lindeza.
A noite também é bela do jeito dela. As pétalas caídas viram húmus para fertilizar o solo que dirá a vez de outras flores sorrirem. A areia molhada conta a canção da onda e da sua acolhida terna para a nossa vida descalça. Lutar contra a impermanência das coisas é feito tentar prender o azul macio das tardes, segurar o viço risonho das flores, amordaçar as ondas. É inútil.
Costumamos esquecer que não podemos impedir a mudança: tudo dança a coreografia sábia e implacável da impermanência. Mas a música daquilo que verdadeiramente nos toca com amor, não importa o quanto tudo mude - e tudo muda -, não deixa nunca mais de tocar e viver, de algum jeito, no nosso coração.

Ana Jácomo


Você vai ter que aprender...



Você vai ter que aprender que a vida só dá asas pra quem não tem medo de cair.

Kleber Martins


Afinidade

Afinidade é um dos poucos sentimentos que
resistem ao tempo e ao depois. A afinidade
não é o mais brilhante, mas o mais sutil,delicado
e penetrante dos sentimentos. E o mais
independente também.

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma
a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato
ponto em que foi interrompido. Ter afinidade
é muito raro. Mas quando existe não precisa de
códigos verbais para se manifestar. Existia antes
do conhecimento, irradia durante e permanece
depois que as pessoas deixaram de estar juntas.
Afinidade é ficar longe pensando parecido
a respeito dos mesmos fatos que impressionam,
comovem ou mobilizam. É ficar conversando
sem trocar palavras, é receber o que vem do outro
com aceitação anterior ao entendimento.
Não é sentir nem sentir contra...
Nem sentir para... Nem sentir por...
Nem sentir pelo... Afinidade é sentir com.
Sentir com é não ter necessidade de explicar
o que está sentindo. É olhar e perceber...
É mais calar do que falar, ou, quando falar,
jamais explicar: apenas afirmar.
Afinidade é ter perdas semelhantes
e iguais esperanças. É conversar no silêncio,
tanto nas possibilidades exercidas quanto
das impossibilidades vividas.
Afinidade é retomar a relação no ponto
em que parou sem lamentar o tempo
de separação. Porque tempo e separação
nunca existiram, foram apenas oportunidades
 dadas pela vida. 

Artur da Távola



Oração pelos dias que virão


Que eu possa agradecer a todo aquele que me ajudar ao longo da vida, mesmo que ele não saiba, pois é a gratidão um dos maiores sentimentos do homem. Que eu identifique a importância da tristeza e a entenda necessária para o reconhecimento da felicidade. Que me seja dada paciência diante dos grandes desafios, porque as coisas mais preciosas da vida são realizadas com esmero e determinação, sabendo que o pássaro carrega no bico, um a um, os gravetos que usará para construir o seu ninho. Que eu tenha resignação para entender e aceitar as coisas que não podem ser modificadas e força, para desbravar os labirintos de mim. Que eu entenda que os amores morrem e, ainda assim, não tenha medo de me entregar com o meu desejo inteiro, na certeza de que depois da morte sempre há o renascimento. Que não me seja permitido esquecer que toda a vida é perecível e que eu saiba aproveitar as eternidades contidas nos momentos mais importantes, que são também os mais simples. Que eu consiga alcançar estrelas e tenha a sabedoria de guardá-las, para as situações de escuridão absoluta. Que quando nada mais parecer dar certo e a esperança tiver ficado para trás, corroída pelas traças na gaveta do esquecimento, eu invente. Que a raiva não me cegue. Que o medo não me trave. Que a liberdade não me assuste. E que nunca, jamais, em tempo algum, eu deixe de acreditar.
 Amém.

 Duda Araújo


domingo, 26 de agosto de 2012

Sonhe, ainda que o sonho pareça impossível...


Sonhe, ainda que o sonho pareça impossível.
Lute, ainda que o inimigo pareça invencível.
Suporte a dor, ainda que pareça insuportável.
Percorra por onde os bravos não ousam percorrer.
Transforme o mal em bem, ainda que seja necessário percorrer mil milhas.
Ame o puro e inocente, ainda que seja inexistente.
Resista, ainda que o corpo não resista.
E, no final alcançará aquela estrela,
ainda que pareça inalcançável."

 Daisaku Ikeda