Translate

segunda-feira, 30 de abril de 2012

ESCOLHAS DA VIDA


João estava sempre de bom humor e sempre tinha algo positivo para dizer. Quando alguém lhe perguntava como ele estava, a resposta seria algo: - Se melhorar estraga. Ele era um gerente especial, pois seus garçons o seguiam de restaurante em restaurante apenas pelas suas atitudes. Ele era um motivador nato. Se um colaborador estava tendo um dia ruim, João estava sempre dizendo como ver o lado positivo da situação. Fiquei tão curioso com seu estilo de vida que um dia lhe perguntei: -Você não pode ser uma pessoa tão positiva todo o tempo. Como você faz isso? Ele me respondeu: - A cada manhã ao acordar digo para mim mesmo, João, você tem duas escolhas hoje. Pode ficar de bom humor ou de mau humor. Eu escolho ficar de bom humor. Cada vez que algo de ruim acontece, posso escolher bancar a vítima ou aprender alguma coisa com o ocorrido. Eu escolho aprender algo. Toda vez que alguém reclamar, posso escolher aceitar a reclamação ou mostrar o lado positivo da vida. - Certo, mas não é fácil, argumentei. - É fácil, disse-me João. A vida é feita de escolhas. Quando você examina a fundo, toda a situação sempre há uma escolha. Você escolhe como reagir às situações. Você escolhe como as pessoas afetarão o seu humor. É sua escolha de como viver a sua vida. Eu pensei sobre o que João disse, e sempre lembrava dele quando fazia uma escolha. Anos mais tarde soube que João cometera um erro, deixando a porta de serviço aberta pela manhã, sendo rendido por assaltantes. Dominado, enquanto tentava abrir o cofre, sua mão, tremendo pelo nervosismo, desfez a combinação do segredo. Os ladrões entraram em pânico e atiraram nele. Por sorte ele foi encontrado a tempo de ser socorrido e levado para um hospital. Depois de 18 horas de cirurgia e semanas de tratamento intensivo, teve alta ainda com fragmentos de balas alojadas em seu corpo. Encontrei João mais ou menos por acaso. Quando lhe perguntei como estava, respondeu: - Se melhorar estraga. Contou-me o que havia acontecido -Quer ver minhas cicatrizes? Recusei ver seus antigos ferimentos, mas perguntei-lhe o que havia passado em sua mente na ocasião do assalto. - A primeira coisa que pensei foi que deveria ter trancado a porta de trás, respondeu. Então deitado no chão, ensangüentado, lembrei que tinha duas escolhas: poderia viver ou morrer. Escolhi viver. - Você não estava com medo?, perguntei. - Os paramédicos foram ótimos. Eles me diziam que tudo ia dar certo e que eu ia ficar bom. Mas quando entrei na sala de emergência e vi a expressão dos médicos e enfermeiras, fiquei apavorado. Em seus lábios eu lia: "esse aí já era". Decidi então que tinha que fazer algo. - O que fez?, perguntei. - Bem, havia uma enfermeira que fazia muitas perguntas. Me perguntou se eu era alérgico a alguma coisa. Eu respondi: "sim". Todos pararam para ouvir minha resposta: Tomei fôlego e gritei: "SOU ALÉRGICO A BALAS!" Entre as risadas lhes disse: " Eu estou escolhendo viver, operem-me como um ser vivo, não morto." João sobreviveu graças à persistência dos médicos, mas também graças a sua atitude. Aprendi que todo dia temos a opção de viver plenamente. Afinal de contas,
"ATITUDE É TUDO".


Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo


Olhe, não fique assim não, vai passar. Eu sei que dói. É horrível. Eu sei que parece que você não vai aguentar, mas aguenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar. Dor é assim mesmo, arde, depois passa. Que bom. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa. Que pena. A gente acha que não vai aguentar, mas aguenta: as dores da vida. Pense assim: agora tá insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou. Agora já é dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que duas linhas atrás. Você acha que não porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já tá lá longe. A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traqueia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo – é difícil de acreditar, eu sei – vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias. Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou. Agora não dá mesmo pra ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. “É melhor viver do que ser feliz”. Porque pra viver de verdade a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, eu sei como dói. Mas passa. Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o único jeito de deixá-la pra trás é continuar andando. Você vai ser feliz. Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto de agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que to falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.

Caio Fernando Abreu 



Que eu tenha hoje, e a cada dia


Que eu tenha hoje, e a cada dia: A força dos Céus.
 A luz do Sol. O brilho da lua. O resplendor do fogo.
A presteza do vento. A profundidade do mar.
A estabilidade da terra.
Assim Seja.

Oração Druida


á apenas quatro questões na vida.

.

Há apenas quatro questões na vida.
O que é sagrado?
De que é feita a alma?
O que vale a pena ser vivido e qual é o motivo pelo qual vale a pena morrer?
A resposta é a mesma para todas: apenas o Amor.

Don Juan



domingo, 29 de abril de 2012

Razão da Minha Vida


Razão da Minha Vida

Belo

Quando eu me vi perdido
Você manteve acesa a minha esperança
Nada fazia sentido
E você me deu colo como quem protege uma criança
Quando se apagaram as luzes
Você me deu a mão e me guiou no escuro
Como o sol cortando as nuvens
Você me iluminou e foi o meu porto seguro

E eu que acreditava que essa história de romance
Fosse coisa de momento
Mas você mostrou
Que o amor não era um lance
É o maior dos sentimentos

Você me aqueceu no calor dos seus braços
Colou meu coração pedaço por pedaço
E mesmo contra o mundo acreditou em mim
Eu nunca tive alguém que me amasse assim

Você me fez mudar, dar a volta por cima.
Me fez recuperar a minha autoestima
Quando mais precisei secou todo meu pranto,
Razão da minha vida eu te amo tanto
Te amo tanto...

Composição: Alexandre Lucas / Fabiano dos Anjos




Sim você pode...


Quero tudo novo de novo.


Quero tudo novo de novo. Quero não sentir medo. Quero me entregar mais, me jogar mais, amar mais. Viajar até cansar. Quero sair pelo mundo. Quero fins de semana de praia. Aproveitar os amigos e abraçá-los mais. Quero ver mais filmes e comer mais pipoca, ler mais. Sair mais. Quero um trabalho novo. Quero não me atrasar tanto, nem me preocupar tanto. Quero morar sozinho, quero ter momentos de paz. Quero dançar mais. Comer mais brigadeiro de panela, acordar mais cedo e economizar mais. Sorrir mais, chorar menos e ajudar mais. Pensar mais e pensar menos. Andar mais de bicicleta. Ir mais vezes ao parque. Quero ser feliz, quero sossego, quero outra tatuagem. Quero me olhar mais. Cortar mais os cabelos. Tomar mais sol e mais banho de chuva. Preciso me concentrar mais, delirar mais. Não quero esperar mais, quero fazer mais, suar mais, cantar mais e mais. Quero conhecer mais pessoas. Quero olhar para frente e só o necessário para trás. Quero olhar nos olhos do que fez sofrer e sorrir e abraçar, sem mágoa. Quero pedir menos desculpas, sentir menos culpa. Quero mais chão, pouco vão e mais bolinhas de sabão. Quero aceitar menos, indagar mais, ousar mais. Experimentar mais. Quero menos “mas”. Quero não sentir tanta saudade. Quero mais e tudo o mais. E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha.

Fernando Pessoa



Meu caminho é feito de uma alma com pés valentes...


Meu caminho é feito de uma alma com pés valentes, mesmo quando cansados arriscam mais um passo.
 É essa doce valentia que me trouxe até aqui.

Ana Jácomo 

sábado, 28 de abril de 2012

Meu Deus! Como é engraçado.


Meu Deus! Como é engraçado.
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço.
Uma fita dando voltas. Enrosca-se, mas não embola.
Vira, revira, circula e pronto, está dado o laço.
É assim que é o abraço (…)
Ah, então é assim o amor, a amizade, tudo que é sentimento.
Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas não pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga então se diz: romperam-se os laços.
Então o amor, a amizade são isso.
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço."

 Mário Quintana



O mundo é como um espelho





O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando você muda.

Luis Fernando Veríssimo





Árvore dos problemas


Um fazendeiro contratou um carpinteiro e o primeiro dia de trabalho foi difícil. A serra elétrica quebrou, o carro não funcionou… Na hora de ir embora, o patrão, então, ofereceu uma carona. Antes de entrar em casa, o carpinteiro parou junto a uma árvore e tocou as pontas dos galhos com as mãos. Depois, convidou o homem para conhecer sua família e, ao abrir a porta, ele se transformou. Os traços tensos de seu rosto deram lugar a um largo sorriso, e ele abraçou os filhos e a esposa. O fazendeiro perguntou: “Por que você tocou a árvore antes de entrar em casa?” e ele respondeu: “Eu não posso evitar problemas, mas eles não devem chegar até a minha família. Por isso, toda noite eu os deixo na árvore e os pego no dia seguinte, quando já não são nem metade de quando os deixei por lá”.
Todas nós temos problemas, mas nem por isso precisamos nos manter concentradas neles o tempo todo. Devemos reconhecê-los, porém eleger as prioridades. Como escreveu Millôr Fernandes, “Não há problema tão grande que não caiba no dia seguinte”.  


GRIFEM. E DECOREM.



GRIFEM. E DECOREM.
Felicidade a gente encontra dentro da gente.

Fernanda Mello

Aprendi que se você foca um objetivo


Aprendi que se você foca um objetivo, não haverão ventos ou tempestades que irão te derrubar. 



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Pequenos Gestos


É curioso observar como a vida nos oferece resposta aos mais variados questionamentos do cotidiano... Vejamos:
A mais longa caminhada só é possível passo a passo...
O mais belo livro do mundo foi escrito letra por letra...
Os milênios se sucedem, segundo a segundo...
As mais violentas cachoeiras se
formam de pequenas fontes...
A imponência do pinheiro e a beleza ipê começaram
ambas na simplicidade das sementes...
Não fosse a gota e não haveria chuvas...
O mais singelo ninho se fez de pequenos gravetos
e a mais bela construção não se teria efetuado
senão a partir do primeiro tijolo...
As imensas dunas se compõem de minúsculos
grãos de areia...
Como já refere o adágio popular, nos menores
frascos se guardam as melhores fragrâncias...
É quase incrível imaginar que apenas sete notas musicais tenham dado vida à "Ave Maria", de Bach, e à "Aleluia", de Hendel...
O brilhantismo de Einstein e a ternura de Madre Tereza de Calcutá tiveram que estagiar no período fetal e nem mesmo Jesus, expressão maior de Amor,
dispensou a fragilidade do berço...
Assim também o mundo de paz, de harmonia e de amor com que tanto sonhamos só será construído a partir de pequenos gestos de compreensão, solidariedade, respeito, ternura, fraternidade, benevolência,
indulgência e perdão, dia a dia...
Ninguém pode mudar o mundo, mas podemos mudar uma pequena parcela dele: esta parcela que chamamos de "Eu".
Não é fácil nem rápido...
Mas vale a pena tentar!


(Autoria Desconhecida)



Não tenho certeza de nada


Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar.

Van Gogh


quinta-feira, 26 de abril de 2012

Não declares


Não declares que as estrelas estão mortas só porque o céu está nublado.

Provérbio Árabe




SOU FILHA DO VENTO


Sou filha do vento
Eu sou o ar
Não me prenda
Meu destino é ser livre e voar

Sou filha das estrelas
Amante da Lua
Protegida do sol

Sou areia da praia
Não tente contar meus grãos
Não obterás a quantidade
Não encontrarás explicação

Sou arco-iris
Vivo e intenso
Mas…
Não conseguirá me tocar no céu imenso

Sou melodia
Do vento que assobia
Seja de noite, seja de dia

Sou andarilha
Sou Anjo alado
Sinta!
Estou ao seu lado

Sou águaA de rio
Não tentes me represar
Pois meu destino
É ao mar me juntar.

Kira Penha Gonçalves
  
.


Não tema seguir adiante!


Depois de um tempo tentando entender o motivo de permitir que o medo falasse mais alto a ponto de, várias vezes, me fazer recuar, em vez de seguir em frente diante de um novo ideal, compreendi que maluco é quem dá ouvidos ao temor e esquece que enfrentar desafios nos fortalece. Mesmo que você não tenha a menor ideia do que vai encontrar pela frente, prossiga em busca de seus objetivos. Não se trata de passar a agir sem pensar, mas, sim, de se forçar a seguir no caminho do crescimento.
Por isso, não desista diante dos ‘fantasmas’ que surgirem na sua caminhada. Incertezas podem até assombrá-la, mas nada destrói a vontade de vencer quando nos dispomos a encarar os desafios corajosamente. Enxergue o medo do desconhecido como um sinal de atenção e cuidado, nunca de desistência. Desistir é agir passivamente. É isso o que você quer? Como disse o escritor William Shakespeare, “nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples receio de arriscar.” Não permita que o medo a impeça de caminhar.


Por Trás dos livros ...


quarta-feira, 25 de abril de 2012

Recomeçar


Recomeçar  

Tânia Mara

Despertar, sob a luz de um novo dia e renovar
Encontrando nova força para Amar
Em tempos difíceis

Descobrir
Sem querer o quanto é frágil
Decidir
Escolhendo cada passo onde ir
Num futuro incerto

Não é fácil, prosseguir apagando da memória
Tudo aquilo que fez a nossa história
Nossa vida de novo começar

Eu canto ao vento
Que beija os meus cabelos num alento
Eu canto ao mar
Que apaga os meus sentidos, e me faz
Recomeçar

Decidi avançar o meu caminho
Sem deixar
Que o passado, o destino, possam destruir
Uma vida honesta

Revirar
Alegrias e lamentos
Entender, que só mesmo o próprio tempo
Nos dará, todas as respostas

Não é fácil, prosseguir apagando da memória.
Tudo aquilo que fez a nossa história
Nossa vida de novo começar

Eu canto ao vento
Que beija os meus cabelos num alento
Eu canto ao mar
Que apaga os meus sentidos, e me faz
Recomeçar

Eu canto ao vento
Que beija os meus cabelos num alento
Eu canto ao mar
Que apaga os meus sentidos, e me faz
Recomeçar

Composição: Noel Molina


terça-feira, 24 de abril de 2012

A moça de vestido rodado era toda azul


A moça de vestido rodado era toda azul. Tinha o dom de afastar as nuvens e esticava os raios de luz com a ponta dos dedos. Nas noites tristes fazia chover com os olhos e gostava de aquecer as tardes de domingo com um desses sorrisos de Sol. Nascia mais bonita a cada manhã, de tardezinha fazia a saudade se pôr e toda noite estrelava. Algumas vezes era estrela cadente e caía, em outras era Lua cheinha de luz e reluzia amor. Se tivesses olhado para cima por um segundo, a qualquer hora do dia ou da noite, certamente terias visto aquela moça de vestido azul estampado de andorinhas, infinita, como tudo o que é feito de céu.

Karla Thayse Mendes


Eu carrego comigo uma caixa mágica








Eu carrego comigo uma caixa mágica onde eu guardo meus tesouros mais bonitos. Tudo aquilo que eu aprendi com a vida, tudo o que eu ganhei com o tempo e que vento nenhum leva (…). O pouco é muito pra mim. O simples é tudo que cabe nos meus dias. Eu vivo de muitas saudades. E quem se arrebenta de tanto existir, vive pra esbanjar sorrisos e flashes de eternidade.


— Caio Fernando Abreu

Sozinha não posso mudar o mundo


Sozinha não posso mudar o mundo, mas posso lançar uma pedra sobre as águas e fazer muitas ondulações.




segunda-feira, 23 de abril de 2012

Enfeite-se com margaridas e ternura...


 ...ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternura e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela.
Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria.

Carlos Drummond de Andrade


E o sol nasce novamente...


 Há ocasiões em nossa vida que a noite parece interminável. É assim quando todas as esperanças parecem ter ido procurar refúgio em algum lugar, menos no nosso coração.
Não somamos nossas alegrias como somamos nossos problemas. Quando passamos por um caminho difícil, fazemos uma revisão do que vivemos e temos vivido e somamos as dores, que parecem crescer a cada lembrança.
Se, inversamente, fizéssemos o mesmo com nossos momentos de alegria, encontraríamos razões a mais para viver e forças suplementares para sobreviver aos impasses da vida
Por mais longa que seja a noite, por mais lento que tenha sido o relógio e por mais dolorido que tenha estado nosso coração, o sol nasce novamente. Pouco importa se no dia seguinte ele estará ainda encoberto por nuvens, ele não estará encoberto eternamente.
A certeza de que algo de bom e bonito existe nos faz guardar ainda acesa a chama dentro do coração. Se o sol vai e volta, a lua some e reaparece, as marés baixam e sobem, não há razões para que na vida não demos a volta por cima. A natureza é a prova viva de que tudo está em movimento sempre e nós fazemos parte dessa paisagem idealizada e plantada por Deus.
Tudo é passageiro, as alegrias veem e vão, mas o sofrimento também, até mesmo aquele que se instala no mais profundo do nosso ser, ele também se acalma e deixa um lugarzinho aberto para a doçura de viver.
Não podemos desistir de ser felizes enquanto o sol não desistir de renascer.

Letícia Thompson


Há pessoas que nos fazem voar...


 Há ocasiões em nossa vida que a noite parece interminável. É assim quando todas as esperanças parecem ter ido procurar refúgio em algum lugar, menos no nosso coração.
Não somamos nossas alegrias como somamos nossos problemas. Quando passamos por um caminho difícil, fazemos uma revisão do que vivemos e temos vivido e somamos as dores, que parecem crescer a cada lembrança.
Se, inversamente, fizéssemos o mesmo com nossos momentos de alegria, encontraríamos razões a mais para viver e forças suplementares para sobreviver aos impasses da vida
Por mais longa que seja a noite, por mais lento que tenha sido o relógio e por mais dolorido que tenha estado nosso coração, o sol nasce novamente. Pouco importa se no dia seguinte ele estará ainda encoberto por nuvens, ele não estará encoberto eternamente.
A certeza de que algo de bom e bonito existe nos faz guardar ainda acesa a chama dentro do coração. Se o sol vai e volta, a lua some e reaparece, as marés baixam e sobem, não há razões para que na vida não demos a volta por cima. A natureza é a prova viva de que tudo está em movimento sempre e nós fazemos parte dessa paisagem idealizada e plantada por Deus.
Tudo é passageiro, as alegrias veem e vão, mas o sofrimento também, até mesmo aquele que se instala no mais profundo do nosso ser, ele também se acalma e deixa um lugarzinho aberto para a doçura de viver.
Não podemos desistir de ser felizes enquanto o sol não desistir de renascer.

Letícia Thompson


domingo, 22 de abril de 2012

Mais do que doce é saber que tudo se move a nossa volta


Mais do que doce é saber que tudo se move a nossa volta, tudo se transforma e, até mesmo quando nos recusamos a acompanhar a dança da vida, sem percebermos, ela nos tira pra dançar, nos envolve com um ritmo novo. Quando isso acontece? Quando nos abrimos para a magia de viver e respirar as entrelinhas, os silêncios.

Caio Fernando Abreu


E nem adianta arrancar as asas...








E nem adianta arrancar as asas... Quem nasce para ser pássaro voa todos os dias e a vida inteira, nem que seja com os pés no chão.

Karla Thayse Mendes

Mas o tempo é o melhor


 Mas o tempo é o melhor, senão o único consolador das mágoas passageiras da vida.

Bernardo Guimarães


sábado, 21 de abril de 2012

Sou recipiente pequeno demais para abrigar tanto amor



Sou recipiente pequeno demais para abrigar tanto amor, a quantidade que transborda de mim é tão grande, que aprendi a nadar em enchentes próprias.


Trabalhar com alegria




Havia uma fazenda onde os trabalhadores viviam tristes e isolados uns dos outros. 
Eles estendiam suas roupas surradas no varal e alimentavam seus magros cães com o pouco que sobrava das refeições. 
Todos que viviam ali trabalhavam na roça do senhor João, dono de muitas terras, que exigia trabalho duro, pagando muito pouco por isso. 
Um dia, chegou ali um novo empregado, cujo apelido era Zé alegria. Era um jovem agricultor em busca de trabalho. 
Foi admitido e recebeu, como todos, uma velha casa onde iria morar enquanto trabalhasse ali. 
O jovem, vendo aquela casa suja e abandonada, resolveu dar-lhe vida nova. 
Cuidou da limpeza e, em suas horas vagas, lixou e pintou as paredes com cores alegres e brilhantes,além de plantar flores no jardim e nos vasos. 
Aquela casa limpa e arrumada destacava-se das demais e chamava a atenção de todos que por ali passavam. 
Ele sempre trabalhava alegre e feliz na fazenda, por isso tinha o apelido de Zé alegria. 
Os outros trabalhadores lhe perguntavam: como você consegue trabalhar feliz e sempre cantando com o pouco dinheiro que ganhamos? 
O jovem olhou para os amigos e disse: bem, este trabalho hoje é tudo que eu tenho. 
Ao invés de blasfemar e reclamar, prefiro agradecer por ele. Quando aceitei trabalhar aqui, sabia das condições. 
Não é justo que agora que estou aqui, fique reclamando. Farei com capricho e amor aquilo que aceitei fazer. 
Os outros, que acreditavam ser vítimas das circunstâncias, abandonados pelo destino, o olhavam admirados e comentavam entre si: "como ele pode pensar assim?" 
O entusiasmo do rapaz, em pouco tempo, chamou a atenção do fazendeiro, que passou a observá-lo à distância. 
Um dia o sr. João pensou: "alguém que cuida com tanto carinho da casa que emprestei, cuidará com o mesmo capricho da minha fazenda." 
"Ele é o único aqui que pensa como eu. Estou velho e preciso de alguém que me ajude na
administração da fazenda." 
Num final de tarde, foi até a casa do rapaz e, após tomar um café bem fresquinho, ofereceu ao jovem o cargo de administrador da fazenda. 
O rapaz aceitou prontamente. 
Seus amigos agricultores novamente foram lhe perguntar: 
"O que faz algumas pessoas serem bem sucedidas e outras não?"
A resposta do jovem veio logo: "em minhas andanças, meus amigos, eu aprendi muito e o principal é que: não somos vítimas do destino. Existe em nós a capacidade de realizar e dar vida nova a tudo que nos cerca. E isso depende de cada um." 
Toda pessoa é capaz de efetuar mudanças significativas no mundo que a cerca. 
Mas, o que geralmente ocorre é que, ao invés de agir, jogamos a responsabilidade da nossa desdita sobre os ombros alheios. 
Sempre encontramos alguém a quem culpar pela nossa infelicidade, esquecidos de que ela só depende de nós mesmos. 
Para encobrir sua indolência, muitos jogam a culpa no governo, nos empresários, nos políticos, na sociedade como um todo, esquecidos de que quem elege os governantes são as pessoas; que quem gera empregos são os empresários, e que a sociedade é composta pelos cidadãos. 
Assim sendo, cada um tem a sua parcela de responsabilidade na formação da situação que nos rodeia. 
E para ser feliz, basta dar ao seu mundo um colorido especial, como o personagem desta história que, mesmo numa situação aparentemente deprimente para os demais, soube fazer do seu mundo uma realidade bem diferente.  E conforme ele mesmo falou: existe em nós a capacidade de realizar e dar vida nova a tudo que nos cerca.




E depois de tantas quedas do fio da corda bamba


E depois de tantas quedas do fio da corda bamba, quase pensei em desistir... Quando olhei para a ponta de lá e vi um futuro lindo a me esperar de braços e sorriso abertos, respirei fundo, equilibrei minha fé e fui.

Karla Thayse Mendes


Para provar novos chás



Para provar novos chás, é preciso esvaziar a xícara.

Caio Fernando Abreu


Troquei sonhos por objetivos.


Troquei sonhos por objetivos.
Eles são mais compactos, ocupam menos espaço e dão mais certo.

 Martha Medeiros